Comprei produto pela internet e não recebi. E agora?


Mais digitalizados, mais facilidade... a compra pela internet já faz parte do hábito de muitas pessoas. Compra por site, instragram, whatsapp, aplicativos ou redes sociais.

Tudo muito ágil e prático. Até que, você não recebe o produto. E agora, o que fazer?


Sem uma loja física para bater na porta e tentar resolver, o que pode ser feito no ambiente digital para resolver esta questão.


É importante lembrar que o ambiente digital neste caso é regido pelo Código de Defesa do Consumidor por se tratar de uma relação de consumo. Então tanto o comprador quanto o vendedor devém ficar atento para as questões jurídicas envolvidas.


Comprou pela internet e não recebeu, o que fazer?

1. Antes de comprar sempre solicitar dados do vendedor.

2. Entre em contato com vendedor para solicitar posição. Anotar Protocolo, cópia da conversa, data e horários.

3. Sem solução, aconselho a enviar uma notificação extrajudicial encaminhada por advogado especializado

4. Ainda sem solução, o consumidor deve de recorrer aos órgãos de defesa do consumidor (Procon ou a Justiça). Procure advogado especializado.

5. Ah! Se comprou pela internet e vendedor sumiu, é importante procurar delegacia de polícia para registrar ocorrência e busque advogado especialista digital para orientação judicial.


Caso seja necessário o caminho dos meios judiciais procure ajuda de especialista que encontre a melhor solução, a produção das provas digitais.


Deixo link na bio um artigo de perguntas e resposta da comunidade @jusbrasil no tive honra de participar.


Que tal um próximo post sobre dicas antes de compra pela internet?



Escrito por Fabíola Grimaldi

Saiba mais:

site: https://www.fabiolagrimaldi.adv.br

Jusbrasil: https://bit.ly/jusbrasil_fg

Linkedin: https://bit.ly/linkedin_fg

Instagram: https://bit.ly/fabiolagrimaldifg

YouTube: https://bit.ly/youtube_fg


#comprasdigitais#internet#golpe#goelpedigital#consultoriadigital#direitodigital#crimesdigitais#comerciodigital#vendasdigitais#empresasdigitais#negociosdigitais#leidedados#dadospessoais#compliance#privacidade#consultoria#empresas#trabalho#etica#respeito#fgconsultoria#fgadvocacia